Idiomas: qual é o seu perfil de aprendizado?

Home » Blog » Idiomas: qual é o seu perfil de aprendizado?
aprendizado

É fato que aprender um novo idioma requer disciplina, dedicação e prática. Mas você já parou para pensar que dentre as diversas opções de aprendizado, cada pessoa consegue se identificar com alguns modelos específicos? Algumas pessoas preferem aprender lendo, outras assistindo a filmes e séries, enquanto outras possuem maior proveito estudando gramática.

De qualquer modo, refletir sobre qual é o seu perfil de aprendizado pode ajudar a dominar um novo idioma com maior facilidade. E, pensando neste assunto, separamos a seguir diferentes tipos de aprendizes, veja com qual deles você mais se identifica:

Aprendiz auditivo

Os alunos que têm maior facilidade em aprender um novo idioma por meio de materiais sonoros são considerados aprendizes auditivos. Eles gostam de aprender com músicas, interações com outros alunos, histórias faladas, entre outras formas de comunicação sonora.

Deste modo, para que este perfil de estudante possa assimilar melhor o conteúdo durante as aulas, promova tarefas e atividades orais, com músicas, poemas, atividades de conversação em grupo, entre outras.

Aprendiz visual

Os aprendizes visuais têm mais facilidade de aprender um novo idioma quando estão lendo e visualizando as informações. Este tipo de aprendiz assimila o conteúdo devido à forma como ele é escrito.

Para abordar os alunos que possuem este perfil, nada melhor que exercitar a leitura com informações escritas no quadro, livros com histórias e fotos, cartões e fichas, entre outros recursos que estimulem a sua capacidade visual.

Aprendiz comunicativo

O aprendiz comunicativo gosta de estudar por meio de aplicativos ou praticando conversação com outras pessoas: ele gosta de colocar logo em prática o que aprendeu.

Neste caso, a dica para abordar aprendizes com este perfil é promover atividades de conversação em duplas ou em grupos, além disso, é possível incentivar o uso de aplicativos e recursos tecnológicos para complementar o aprendizado realizado em sala de aula.

Aprendiz analítico

O aprendiz analítico gosta de ir mais a fundo no conteúdo, ou seja, ele prefere conhecer com detalhes as regras da língua que está aprendendo, como, por exemplo, regras gramaticais e formação de palavras e frases.

Portanto, para atrair a atenção deste perfil o professor deve realizar atividades que o estimulem a pensar, como quebra-cabeças, jogo da forca, jogos de correspondência, entre outros.

Aprendiz global

Ao contrário do perfil analítico, os aprendizes globais não se preocupam muito com os detalhes, eles se interessam mais em atividades mais práticas que possam transmitir uma ideia, sem focar muito na parte gramatical.

Para este perfil de aluno, os detalhes podem acabar os entediando durante as aulas, assim, para atrair a sua atenção as atividades devem ser mais dinâmicas como atividades em grupo, jogos de computador e conversação solta (sem interrupções para correção).

Aprendiz reflexivo

O aprendiz reflexivo é mais preocupado com a precisão, ele não gosta de cometer erros, seja na hora de escrever ou de falar. Este aluno pode levar mais tempo para se soltar quando está aprendendo um idioma, pois gostam de formular muito bem o que vão dizer ou escrever antes de transmitir a mensagem para alguém.

Aprendiz impulsivo

Diferentemente do aprendiz reflexivo, o impulsivo não tem medo de correr riscos com o idioma, eles se preocupam mais em comunicar-se de forma fluida do que com precisão, sendo assim, tendem a cometer mais erros que o aprendiz reflexivo.

banner-posts

Apesar de cada perfil de aprendizado possuir características diferentes entre si, é importante lembrar que nenhum acaba sendo mais eficiente do que o outro e, além disso, é fundamental que escolas e professores reconheçam e respeitem o perfil de aprendizado de cada aluno. Por isso, é preciso destacar que a chave para um aprendizado eficiente está em incluir diferentes estilos durante o aprendizado de um novo idioma.

Por exemplo, o aprendizado por meio de flashcards pode atender a mais de um perfil, uma vez que é possível ver a palavra ou a figura, pronunciá-la, escutá-la e até mesmo escrevê-la.

No geral, não é preciso incluir todos os estilos de aprendizagem de uma só vez, mas tentar variar os estilos durante uma lição é importante. Isso irá ajudar a aluno a compreender e se divertir com o novo idioma, além de auxiliá-lo também na hora de se relacionar com aprendizes de perfis diferentes.

E você, já identificou o seu perfil? Compartilhe sua opinião conosco nos comentários! 

Abrir Chat